Pesquisar
Close this search box.

André Mendonça faz duro discurso e diz que “erro maior” do Brasil é “apoiar terroristas”; VEJA VÍDEO

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, afirmou que o Brasil comete um equívoco ao adotar uma postura contrária a Israel no conflito com o Hamas.

Durante um discurso sobre a guerra, realizado durante um culto na Igreja Presbiteriana de Pinheiros, na manhã deste domingo (18/2), Mendonça destacou que o país já definiu sua posição. O ministro compartilhou que esteve recentemente em Israel, onde se encontrou com o embaixador brasileiro, Frederico Meyer. Durante a reunião, Mendonça abordou a imparcialidade histórica do Brasil em relação a conflitos internacionais.

“Ele me respondeu: no mundo de hoje não há espaço para cinza. Ou é preto ou é branco. O país tomou sua posição. Em resposta, eu tomei minha posição. Eu defendo a devolução de todos os sequestrados. Acho que o erro maior é apoiar um grupo terrorista que mata crianças, jovens e idosos gratuitamente”, declarou o ministro do STF, que era pastor presbiteriano.

Mendonça se pronunciou algumas horas após o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fazer uma comparação entre os ataques de Israel na Faixa de Gaza e o massacre conduzido por Adolf Hitler contra os judeus durante a Segunda Guerra Mundial. De acordo com Lula, o conflito na Faixa de Gaza não se trata de uma guerra entre soldados, mas sim de um embate entre um exército altamente preparado e mulheres e crianças.

“O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu quando Hitler resolveu matar os judeus”, afirmou o presidente, em coletiva de imprensa após agenda na África.

Com informações de Metrópoles



Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *