Pesquisar
Close this search box.

Com Milei, Argentina corta gastos e tem superávit mensal pela 1ª vez em 12 anos

Foto: Reprodução/Instagram @javiermilei

Na noite de sexta-feira (16), o governo argentino anunciou que obteve superávit fiscal em janeiro pela primeira vez em quase 12 anos. O superávit acontece quando as receitas do governo são maiores que as despesas. Desde a sua posse, o libertário Javier Milei instaurou fortes medidas de corte de gastos no país da América do Sul.

O balanço para as finanças do setor público da Argentina foi positivo no 1º mês completo: o superávit foi de cerca de US$ 589 milhões (R$ 2,93 bilhões no câmbio oficial). A cifra também contempla o pagamento de juros da dívida pública.

É o “primeiro superávit financeiro [mensal] desde agosto de 2012 e o primeiro superávit financeiro em um mês de janeiro desde 2011”, afirmou o Ministério da Economia da Argentina.

Zerar o déficit público da Argentina é a principal meta da gestão de Milei. O ministro da Economia argentino, Luis Caputo, comentou o resultado em um post nas redes sociais. “Déficit zero não se negocia”, disse Caputo.

“Vaaaamooos Toto!”, respondeu Milei na rede social em referência a “Caput”o, para em seguida acrescentar seu lema de campanha e slogan de seu governo: “Viva a liberdade, carajo!”

“Será como uma espécie de ‘V’, um primeiro momento de queda, com o período mais difícil em torno de março e abril, que é quando chegará ao fundo e, a partir daí, começará a se recuperar. E quando se abrir o ‘cepo’ [restrições ao acesso a dólares que se mantém desde 2019], a economia vai disparar”, estimou o presidente da Argentina.

Gazeta Brasil

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *