Pesquisar
Close this search box.

Esquema de desvios na COVID tem desfecho com apreensão de artigos de luxo

in Foto: Escritório da Promotoria Pública Europeia

A polícia realizou uma operação significativa para combater uma suposta fraude envolvendo o fundo de recuperação pós-pandemia da União Europeia.

A investigação resultou na prisão de 22 pessoas e na apreensão de bens avaliados em mais de 650 milhões de dólares. As detenções e apreensões ocorreram em vários países europeus, incluindo Itália, Áustria, Romênia e Eslováquia.

A polícia financeira italiana relatou a apreensão de veículos de luxo, relógios de marca, joias, criptomoedas e propriedades durante as buscas. Essas ações são parte dos esforços para combater o uso indevido dos fundos destinados à recuperação econômica da UE, que totalizam 850 bilhões de dólares. A Itália, sendo o maior beneficiário, recebeu mais de 194 bilhões de euros em subvenções.

O Ministério Público Europeu suspeita que uma organização criminosa tenha operado um esquema de fraude de 2021 a 2023, visando os pacotes de recuperação da Itália. O grupo solicitou subsídios não reembolsáveis para apoiar empresas, mas preparou balanços falsos para obter os fundos, que posteriormente transferiu para contas bancárias em outros países europeus.

Além disso, o grupo teria utilizado criptomoedas, inteligência artificial e servidores em nuvem offshore para facilitar e ocultar suas atividades fraudulentas. Este caso destaca as preocupações contínuas sobre fraudes relacionadas aos fundos de ajuda pós-pandemia, um problema que não é exclusivo da Europa, como indicado pelos esforços dos Estados Unidos em lidar com fraudes semelhantes envolvendo recursos de ajuda à Covid-19 e também no Brasil, como no caso do Covidão.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *