Pesquisar
Close this search box.

Girão fala de “incoerência” em fala de Tarcísio sobre se unir a Moraes

Foto - Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador opina que quem se cala está sendo conivente com a violação da Constituição.

“Não podemos ceder a um sistema por qualquer objetivo que seja, pois os fins não justificam os meios”, argumenta o senador Eduardo Girão (Novo – CE) à coluna Entrelinhas. “A gente precisa ser coerente com o que acredita”, ressalta. Girão se refere à notícia sobre o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), ter acenado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. “Não se briga com Moraes. A gente se une a ele”, teria dito o governador, segundo relatos feitos ao jornal O Globo.

Girão ainda reforça que a Constituição está sendo violada, assim como o ordenamento jurídico, o devido processo legal e a ampla defesa no país. O senador opina que quem se cala está sendo conivente com essa situação. “Isso nos remete àquela frase de Martin Luther King: o que me incomoda não é grito dos violentos, mas o silêncio dos bons”, finaliza.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

5 respostas

  1. Queria saber do Governador se ele também acha que caso o demônio viesse à Terra e estivesse na vantagem, ele diria que “Não se briga com o demônio. A gente se une a ele?” É isso mesmo Governador Tarcício? Quando voce não pode vencer o inimigo, voce se une a ele, independente das atrocidades que o inimigo esteja cometendo? É assim o teu princípio Governador?

  2. Em sendo uma verdade, não voto mais nele, a pessoa que suja o prato em que comeu, e no mínimo, covarde,
    traidor. Estava demorando a mostra a face oculta de quem não tem caráter, por tudo que JMB fez, um individuo que era um ninguém no Denit, agora esfaqueia moralmente a quem lhe deu a mão…..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *