Pesquisar
Close this search box.

Governo Lula usa dinheiro de pesquisa para conter aumento na conta de luz

foto: divulgação

O Ministério de Minas e Energia editou nesta segunda-feira, 29, uma portaria que destina investimentos obrigatórios em pesquisa, desenvolvimento e eficiência energética das distribuidoras para a redução dos reajustes na conta de luz. O montante de R$ 50 milhões será destinado especificamente para conter o reajuste tarifário da Equatorial no Amapá.

A concessionária havia prometido um reajuste conta de luz em 34%, levando o estado ao topo da lista de tarifas mais caras do país. O governo Lula (PT), no entanto, temia que o aumento ampliasse a queda na popularidade do petista.

A portaria é vem na esteira da regulamentação da Medida Provisória (MP)assinada pelo presidente e que antecipa recursos da privatização da Eletrobras para reduzir a conta de luz e prorrogar subsídios para fontes renováveis de energia.

A Equatorial pedia um aumento nas tarifas do estado para amortizar os investimentos feitos para melhorias na rede de distribuição nos primeiros anos de concessão. O aumento médio foi proposto inicialmente em 44% e recalculado pela área técnica da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para 34% depois de realização de consulta pública.

Retorno de Dilma?

No final de 2012, Dilma Rousseff apresentou uma medida que fez com que o preço da conta de luz recuasse cerca de 16% no ano seguinte. A “solução” para baratear a conta, no entanto, custou 200 bilhões de reais a mais para os brasileiros e fez com que as tarifas de energia disparassem nos anos seguintes.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Uma resposta

  1. Pedalada pode em democracias relativas??? Logo Miriam Leitão vai ensinar como isso é bom para o país!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *