Pesquisar
Close this search box.

Ministério da Justiça prorroga suspensão de banho de sol, visitas e outras restrições em presídios federais

Foto: Reprodução

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou as restrições em presídios federais até a próxima quarta-feira (21). A medida, que tem validade a partir deste sábado (17), suspende banhos de sol, visitas sociais e atividades educionais, de trabalho e religiosas.

A portaria que estabelece as restrições no período foi publicada nesta sexta-feira (16) pela Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), do Ministério da Justiça.

O texto da portaria também limita o acesso às dependências do presídio que são destinadas a “vivências, isolamento e inclusão”. O acesso a atendimento médico, aos advogados e ao cumprimento de decisões judiciais estão mantidos.

As medidas foram tomadas em desdobramento à primeira fuga registrada no sistema penitenciário federal. Na última quarta-feira (14), dois apenados conseguiram escapar da prisão de segurança máxima de Mossoró e, até o momento, não foram capturados.

Os dois fugitivos são Rogério da Silva Mendonça, de 35 anos, e Deibson Cabral Nascimento, de 33 anos, ligados à facção criminosa Comando Vermelho.

Procura

Helicópteros, drones e cerca de 300 policias atuam para capturar os suspeitos. Na madrugada desta sexta-feira, agentes federais e policiais militares do Rio Grande do Norte encontraram rastros que apontam para a rota de fuga dos detentos que fugiram do presídio federal de Mossoró.

Conforme informado pelo 2º Batalhão da Polícia Militar (2 BPM), foram encontradas duas camisas, uma rede e rastros de sapatilhas, semelhantes as usadas pelos internos no presídio federal.

O rastro, segundo o 2º BPM, foi encontrado nas imediações da Serra Mossoró, que também está próxima da localidade de Rancho da Caça, onde uma casa foi furtada na manhã da última quinta-feira (crime do qual os foragidos são suspeitos).

Não há, até a publicação desta matéria, a constatação de que o rastro pertence a Rogério da Silva e Deibson Cabral. Porém, o resultado da diligência pode corroborar com a hipótese das forças federais, a qual conclui que os criminosos permanecem se deslocando nas imediações da cidade do Oeste potiguar.

Segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, as autoridades acreditam que os fugitivos estão em um perímetro de 15 quilômetros de distância do presídio, na zona rural.

Tribuna do Norte

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *