Pesquisar
Close this search box.

Ministro Kassio Nunes manda tirar tornozeleira eletrônica do bicheiro Rogério Andrade

Após um período de um ano e quatro meses, o bicheiro Rogério Andrade, considerado o mais influente contraventor do Rio de Janeiro, está autorizado a remover a tornozeleira eletrônica que utilizava desde dezembro de 2022. O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), tomou essa decisão de forma sigilosa nesta terça-feira (16/4).

Além de permitir a retirada da tornozeleira, Kassio também atendeu ao pedido da defesa de Andrade para que ele não precise mais cumprir recolhimento domiciliar noturno e possa desfrutar de dias de folga. A Justiça do Rio de Janeiro já foi informada sobre essa determinação.

Em dezembro, foi relatado que Rogério Andrade recorreu ao STF no início de novembro, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negar seu pedido em outubro. O habeas corpus apresentado ao STF, distribuído a Kassio Nunes Marques, tramita em segredo de Justiça.

Andrade foi alvo da Operação Calígula, deflagrada em maio de 2022 contra uma organização criminosa envolvida em jogos de azar no Rio de Janeiro. De acordo com as investigações, essa organização é liderada por Rogério Andrade e seu filho Gustavo Andrade.

A defesa de Rogério Andrade havia argumentado junto ao STJ que as medidas cautelares já se prolongavam por muito tempo, e que o bicheiro não havia violado nenhuma delas. Além disso, afirmaram que as investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro contra ele estavam em fase final.

Outra alegação dos advogados de Andrade, sobrinho do antigo chefe do jogo do bicho no Rio de Janeiro, Castor de Andrade, foi que as restrições à sua liberdade estavam prejudicando “o exercício adequado de sua paternidade ativa”. O bicheiro tem dois filhos pequenos com os quais não tem conseguido passar tempo nos fins de semana, por exemplo.

A retirada da tornozeleira de Rogério Andrade foi a terceira decisão favorável de Kassio Nunes Marques ao contraventor nos últimos dois anos. Em agosto de 2022, o ministro revogou um mandado de prisão contra Andrade. Em junho de 2023, tomou a mesma decisão quanto ao filho dele, Gustavo Andrade.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Uma resposta

  1. Acredito que a melhor solução é o impeachment dos 11… tipo resetar e começar de novo… com esses abutres não teremos saída!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *