Pesquisar
Close this search box.

Moraes virou a ‘Rainha de Copas’, personagem de Alice no País das Maravilhas, diz Estadão

O Estado de S. Paulo critica o ministro do STF e presidente do TSE em editorial publicado nesta terça-feira, 9

Na edição de terça-feira, 9, o jornal O Estado de S. Paulo fez mais do que criticar o ministro Alexandre de Moraes. O periódico estabeleceu uma comparação entre o membro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral e a “Rainha de Copas”, uma personagem do livro e filmes de Alice no País das Maravilhas.

Além de equiparar o ministro à personagem, descrita como uma vilã, o Estadão declarou que o juiz tem excedido os limites em resposta a críticas. Como ilustração recente e concreta, menciona-se a inclusão do empresário Elon Musk, dono da rede social Twitter/X, no inquérito das “milícias digitais” pelo ministro. O motivo: o proprietário da plataforma digital começou a demandar publicamente do magistrado brasileiro ações contra a censura.

“Cada vez mais parecido com a Rainha de Copas, a célebre tirana do País das Maravilhas que mandava cortar a cabeça de todo mundo que a contrariava”

“O crime que Musk teria cometido virou pecado capital por estas bandas: ele criticou as ordens de Moraes para suspender contas de bolsonaristas no X e afirmou que reativaria essas contas — o que ainda não fez. Só isso, basicamente”, afirma o Estadão em editorial, texto que simboliza a opinião de uma empresa de mídia. “Mas foi o que bastou para irritar o mercurial ministro Moraes — cada vez mais parecido com a Rainha de Copas, a célebre tirana do País das Maravilhas que mandava cortar a cabeça de todo mundo que a contrariava.”

No editorial, a publicação menciona brevemente que Musk começou a pressionar Moraes na semana passada, após o jornalista americano Michael Shellenberger revelar os “arquivos do Twitter”. Esses documentos incluem e-mails de funcionários do Twitter/X expressando frustração sobre ações judiciais contra a plataforma, principalmente durante a campanha eleitoral de 2022, e visando políticos e influenciadores próximos do então presidente Jair Bolsonaro.

No editorial onde se refere a Moraes como “A Rainha de Copas do STF”, o Estadão não se limitou a expressar críticas ao ministro no contexto do conflito com Musk. O periódico também aproveitou a oportunidade para manifestar sua opinião sobre o progresso dos inquéritos de fake news e das milícias digitais.

“Esse episódio [contra Musk] só reafirma o caráter arbitrário que os tais inquéritos das milícias digitais e das fake news assumiram, em prejuízo dos princípios democráticos mais comezinhos”, avalia a equipe do Estadão. “Nesse sentido, talvez o problema maior nem seja a elástica compreensão do sr. Moraes sobre seu papel como ministro do STF, mas a obsequiosa cumplicidade de seus pares diante de suas decisões cada vez mais extravagantes.”

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

2 Responses

  1. Esse jornal que na minha infância, adolescência e início da vida adulta, até uns 30 anos de idade, (hoje estou com 50 anos) não apenas o respeitava mas o admirava pela linha mais centro, mais ponderada e de oposição à aquele jornaleco que não tenho estômago para dizer sequer o nome, conhecido como Foice de São Paulo, perdeu completamente nos últimos 20 anos meu respeito. Há anos, mais de 10, que deixei de ser assinante recusando-me em diversos contatos de campanha que ainda recebo a retornar.
    Mas parece haver uma esperança à ditadura que vivemos! E essa esperança tem nome, Elon Musk e Paulo Figueiredo (assim como os outros importante Rodrigo Constantino, Alan dos Santos, etc.) com o trabalho árduo e a busca pela verdade. Vamos Brasil, lute, reaja! O organismo ainda não está todo perdido, a infecção é generalizada, mas temos chances!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *