Pesquisar
Close this search box.

Deputados solicitam impeachment de Lula após declarações polêmicas sobre Israel

Parlamentares da oposição ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) têm planos de apresentar um pedido de impeachment contra o líder petista. Isso ocorre em resposta às declarações recentes do chefe do Executivo, que comparou os ataques de Israel na Faixa de Gaza ao holocausto da Segunda Guerra Mundial.

“O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus”, afirmou o presidente, neste domingo (18/2).

Muitos dos que assinaram a petição para o afastamento de Lula pertencem ao PL, o partido do ex-presidente Jair Bolsonaro. Além disso, a relação inclui membros dos partidos Republicanos, Progressistas e União Brasil.

A proposta para iniciar o processo de impeachment foi apresentada pela deputada federal Carla Zambelli (PL-SP). Ela argumenta que não é apropriado comparar o que está ocorrendo em Gaza com a tragédia que resultou na morte de milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

“O povo de Israel precisa ser respeitado e o holocausto não pode ser banalizado desta forma. Lula, tenha respeito pelas mais de 6 milhões de pessoas assassinadas”, escreveu a parlamentar na rede social X, antigo Twitter.

O deputado federal Mario Frias (PL-SP), ex-secretário de Cultura do governo Bolsonaro e signatário do pedido de impeachment, rechaçou as declarações do presidente Lula sobre as ações de Israel contra a Faixa de Gaza.

“Com a declaração de hoje, e tantas outras no passado recente, Lula está fechando as portas do Brasil para uma potência militar e tecnológica que poderia beneficiar muito o nosso país através de parcerias e intercâmbios”, afirmou o político.

Processo de impeachment

O impeachment é um procedimento realizado pelo Congresso Nacional para avaliar se uma pessoa ocupante de cargo público cometeu crime de responsabilidade.

Para avançar no âmbito legislativo, é necessário que o pedido de afastamento seja aprovado pelo presidente da Câmara dos Deputados, que, no momento, é Arthur Lira (PP-AL).

Com informações de Metrópoles

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *