Pesquisar
Close this search box.

Desemprego sobe pelo terceiro mês seguido

A taxa de desemprego no Brasil aumentou pelo terceiro mês consecutivo, chegando a 7,9% no trimestre encerrado em março.

Esses dados são provenientes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira, 30 de abril. Vale ressaltar que o rendimento médio cresceu 1,5% no trimestre e 4% no ano, atingindo o valor de R$ 3.123.

De acordo com a pesquisa, cerca de 8,6 milhões de brasileiros estão desempregados. O número de desempregados no país aumentou em 6,7% (correspondendo a 542 mil pessoas) no trimestre, mas apresentou uma redução de 8,6% (menos 808 mil pessoas) no acumulado do ano.

Em relação aos empregados, houve uma queda de 0,8% no trimestre, totalizando 100,2 milhões de pessoas empregadas. No entanto, ao longo do ano, houve um crescimento de 2,4%, representando um acréscimo de 2,4 milhões de pessoas ocupadas. O percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar ficou em 57%, recuando em relação ao trimestre anterior (57,6%) e subindo 0,9 ponto percentual na comparação anual (56,1%).

Quanto ao tipo de emprego, o número de empregados com carteira assinada no setor privado permaneceu estável no trimestre, com um total de 37,984 milhões. No entanto, ao longo do ano, houve um crescimento de 3,5% (mais 1,3 milhão de pessoas). Já o número de empregados sem carteira no setor privado (13,4 milhões) manteve-se estável no trimestre, mas registrou um aumento de 4,5% (mais 581 mil pessoas) no acumulado do ano.

Os trabalhadores por conta própria (25,4 milhões de pessoas) e os empregadores (4,1 milhões de pessoas) mantiveram-se estáveis em ambas as comparações. Por outro lado, o número de trabalhadores domésticos (5,9 milhões) apresentou uma queda de 2,3%, correspondendo a 141 mil pessoas a menos no trimestre.

A taxa de informalidade, que engloba trabalhadores informais, foi de 38,9% da população ocupada, totalizando 38,9 milhões de pessoas. Esse valor é ligeiramente inferior ao trimestre anterior (39,1%) e ao mesmo trimestre móvel de 2023 (39%).

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *