Pesquisar
Close this search box.

Os julgamentos de Trump tornarão os eventos diurnos da campanha do líder do Partido Republicano um desafio, mas ‘nada o impedirá’

O ex-presidente Trump será julgado na cidade de Nova York no próximo mês para se defender das acusações apresentadas pelo promotor distrital de Manhattan, Alvin Bragg, tirando o líder do Partido Republicano em 2024 da campanha.

Mas isso não o impedirá. Ele diz que fará campanha à noite.

“Farei isso à noite”, disse Trump esta semana quando questionado sobre como comparecer ao tribunal para se defender das acusações apresentadas por Bragg relacionadas a supostos pagamentos de dinheiro secreto feitos durante a campanha presidencial de 2016 afetariam sua campanha presidencial de 2024.

Trump se declarou inocente de todas as acusações.

JUIZ DE NOVA IORQUE MARCA JULGAMENTO DE TRUMP PARA 25 DE MARÇO, NEGA PEDIDO DE REJEIÇÃO DE ACUSAÇÕES DE BRAGG NO CASO HUSH MONEY

O ex-presidente Trump acena para a multidão em campo durante o intervalo do Palmetto Bowl entre Clemson e Carolina do Sul no Williams Brice Stadium, 25 de novembro de 2023, em Columbia, SC (Sean Rayford/Getty Images)

O ex-presidente, que provavelmente será o presumível candidato do Partido Republicano à Casa Branca quando o julgamento de Bragg começar, em 25 de março, foi forçado a enfrentar calendários concorrentes nos últimos meses, com primárias presidenciais e datas de julgamentos em múltiplas jurisdições.

Até agora neste ano, Trump dominou as prévias de Iowa, deixou New Hampshire com uma vitória impressionante, venceu as prévias em Nevada e nas Ilhas Virgens dos EUA e está prestes a vencer na Carolina do Sul em 24 de fevereiro.

Letitia James participa de audiência no tribunal do julgamento de Trump

A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, está no tribunal durante o julgamento por fraude do ex-presidente Trump e seus filhos, em 3 de novembro. (Dave Sanders-Pool/Getty Images)

Mas as vitórias de Trump não resultaram apenas do facto de ter atravessado o país tropeçando durante a campanha. Ele passou dias no tribunal em Nova York pelo caso de Bragg, o julgamento por fraude civil decorrente do processo da procuradora-geral de Nova York, Letitia James, contra ele e seus negócios e o julgamento por difamação de E. Jean Carroll.

TRUMP ORDENADO A PAGAR MAIS DE US$ 80 MILHÕES NO JULGAMENTO DE DIFAMAÇÃO DE E. JEAN CARROLL

Ele também compareceu ao tribunal em Washington DC para o caso do procurador especial Jack Smith relacionado às eleições de 2020 e na Flórida para o caso de Smith relacionado a documentos confidenciais.

E. Jean Carroll sai do tribunal com advogados após ganhar julgamento de US$ 83 milhões contra Donald Trump

E. Jean Carroll, centro, e a advogada Roberta Kaplan, à direita, deixam o Tribunal Federal de Manhattan em 26 de janeiro de 2024, na cidade de Nova York. (Imagens GWR/Star Max/GC)

“O presidente Trump foi atacado pelos democratas durante oito anos. Ele se manteve forte durante dois impeachments falsos, mentiras intermináveis ​​e agora múltiplas caças às bruxas políticas infundadas”, disse a porta-voz da campanha de Trump, Karoline Leavitt, à Fox News Digital. “Os democratas querem Donald Trump num tribunal em vez de na campanha, entregando a sua mensagem vencedora ao povo americano, mas nada o impedirá de fazer isso.”

O primeiro julgamento no calendário de 2024 deveria ocorrer em Washington, DC, em 4 de março, depois que o advogado especial Jack Smith acusou o ex-presidente de conspiração para fraudar os Estados Unidos, conspiração para obstruir um processo oficial, obstrução e tentativa de obstruir um processo oficial. processo e conspiração contra direitos.

Essas acusações decorrem da investigação de Smith sobre se Trump estava envolvido no motim do Capitólio em 6 de janeiro de 2021 e de qualquer suposta interferência no resultado das eleições de 2020.

Trump se declarou inocente de todas as acusações.

Ex-presidente Donald Trump em New Hampshire

O ex-presidente Trump, candidato presidencial republicano, aponta para apoiadores na conclusão de um comício de campanha no Atkinson Country Club, 16 de janeiro de 2024, em Atkinson, NH (Brandon Bell/Imagens Getty)

O julgamento foi agendado para 4 de março, um dia antes das disputas primárias da Superterça de 5 de março, quando Alabama, Alasca, Samoa Americana, Arkansas, Califórnia, Colorado, Maine, Massachusetts, Minnesota, Carolina do Norte, Oklahoma, Tennessee, Texas, Utah, Virgínia e Vermont votam para selecionar um candidato republicano.

Mas Smith pediu ao Supremo Tribunal que decidisse se Trump pode ser processado por acusações relacionadas com os seus esforços para anular os resultados das eleições de 2020. Trump também recorreu ao Supremo Tribunal da decisão de um tribunal inferior sobre a imunidade presidencial.

TRUMP PEDE AO SUPREMO TRIBUNAL QUE PROLONGUE O ATRASO NO CASO ELEITORAL, ALEGANDO IMUNIDADE PRESIDENCIAL

O julgamento é pausado até que o Supremo Tribunal tome suas decisões. Agora não está claro quando – e se – esse julgamento poderá começar.

Mas isso não torna o mês de março livre para eventos de campanha. O juiz de Nova York, Juan Merchan, rejeitou esta semana o pedido de Trump para retirar as acusações contra ele da investigação de Bragg. Merchan marcou a seleção do júri para 25 de março e disse que o julgamento durará aproximadamente seis semanas.

Foto dividida de Alvin Bragg e Donald Trump

Alvin Bragg, à esquerda, e Donald Trump (Victor J. Blue/Bloomberg via Getty Images e Brandon Bell/Getty Images)

Bragg alegou que Trump “falsificou repetida e fraudulentamente registros comerciais de Nova York para ocultar conduta criminosa que ocultou informações prejudiciais do público votante durante a eleição presidencial de 2016”.

Trump se declarou inocente de todas as 34 acusações criminais de falsificação de registros comerciais em primeiro grau em Nova York.

A seleção do júri nesse caso começará logo após as primárias da Louisiana e antes de 2 de abril, quando os eleitores de Connecticut, Delaware, Nova York, Rhode Island e Wisconsin foram às urnas para selecionar um candidato republicano.

Smith também acusou Trump após sua investigação sobre a suposta retenção indevida de registros confidenciais de sua presidência pelo ex-presidente em sua casa em Mar-a-Lago, em Palm Beach, Flórida.

Jack Smith antes de fazer comentários sobre a acusação de Trump

O procurador especial Jack Smith chega para fazer comentários sobre uma acusação recentemente revelada que incluía quatro acusações criminais contra o ex-presidente Trump em 1º de agosto de 2023, em Washington, DC (Drew Angerer/Imagens Getty)

Trump se declarou inocente de todas as 37 acusações criminais dessa investigação. As acusações incluem retenção intencional de informações de defesa nacional, conspiração para obstruir a justiça e declarações falsas.

Trump foi então acusado de mais três acusações como parte de uma acusação substitutiva da investigação de Smith, uma acusação adicional de retenção intencional de informações de defesa nacional e duas acusações adicionais de obstrução. Trump se declarou inocente.

Esse julgamento foi programado para começar em 20 de maio de 2024, antes das primárias de Kentucky em 21 de maio, das primárias de Oregon em 25 de maio e das primárias de Nova Jersey em 4 de junho.

Mas a juíza distrital dos EUA do Distrito Sul da Flórida, Aileen Cannon, que preside o caso, disse que essa data pode ser adiada. A decisão será tomada em 1º de março, durante a próxima data do tribunal.

“Os democratas querem Donald Trump num tribunal em vez de na campanha, entregando a sua mensagem vencedora ao povo americano, mas nada o impedirá de fazer isso.”

— A porta-voz de Trump, Karoline Leavitt

Caso Trump ganhe a nomeação do Partido Republicano, ele passará de 15 a 18 de julho na Convenção Republicana em Milwaukee.

No entanto, a promotora distrital do condado de Fulton, Geórgia, Fani Willis, propôs que seu julgamento começasse poucas semanas depois.

Willis acusou Trump como parte de sua investigação sobre seus supostos esforços para anular as eleições presidenciais de 2020 no estado. Trump foi acusado de uma acusação de violação da Lei RICO da Geórgia, três acusações de solicitação criminal, seis acusações de conspiração criminosa, uma acusação de apresentação de documentos falsos e duas acusações de prestação de declarações falsas.

TRUMP CHAMA CASO DE FULTON COUNTY ‘MAL CONTAMINADO’ DE ‘UM SCAM’ APÓS O DRAMA DO TRIBUNAL DE DA FANI WILLIS

Ele se declarou inocente de todas as acusações.

Promotora Administrativa do Condado de Fulton, Fani Willis

Promotora Administrativa do Condado de Fulton, Fani Willis (Imagens Getty)

Os promotores do condado de Fulton propuseram que o julgamento começasse em 5 de agosto de 2024.

Mas Willis está no tribunal se defendendo após revelações de que ela teve um relacionamento romântico com o promotor Nathan Wade, que ela trouxe para sua equipe para ajudar a apresentar acusações contra Trump.

Numa entrevista exclusiva à Fox News Digital esta semana, Trump classificou o caso como uma “farsa”.

“Não há nenhum caso aqui”, disse Trump durante o depoimento de Willis. “Está muito contaminado. Não há nenhum caso aqui.”

Trump disse à Fox News Digital que “o caso terá de ser arquivado”.

“Não há como eles terem um caso”, disse Trump. “A coisa toda foi uma farsa para conseguir dinheiro para o namorado.”

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

Comentando todos os casos contra ele, Trump disse: “É tudo corrupção. É tudo política – usar a lei para tentar impedir um partido que está substancialmente à frente, e uma determinada pessoa que está substancialmente à frente em todas as pesquisas, inclusive contra Biden.

“Isso tudo foi feito para me impedir.”

Receba as últimas atualizações da campanha de 2024, entrevistas exclusivas e muito mais em nosso centro eleitoral Fox News Digital.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *