Pesquisar
Close this search box.

Trump desfecha ofensiva contra o Facebook e Meta, desencadeando queda de aproximadamente 60 Bilhões nas ações

foto: Getty Images

O Facebook mais uma vez se encontra na mira do ex-presidente dos EUA, Donald Trump. E isso está deixando alguns investidores de Wall Street nervosos.

A Meta Platforms (META), proprietária do Facebook e uma das estrelas da recente recuperação do mercado, caiu cerca de 4% nesta segunda-feira (11), depois que Trump ligou para a CNBC e rotulou o Facebook de “inimigo do povo”.

As ações da Meta também recuaram 1,2% na sexta-feira (8), após uma postagem de Trump no Truth Social onde o ex-presidente criticou o Facebook como “um verdadeiro inimigo do povo!”

A avaliação de mercado da Meta caiu em mais de US$ 60 bilhões desde o início dos ataques de Trump na noite de quinta-feira (7).

Nenhuma notícia importante parece ter impulsionado a venda do Meta, a não ser a condenação do ex-presidente e sua possível releição.

“Isso tem tudo a ver com os comentários do ex-presidente Trump”, disse Gil Luria, analista da D.A. Davidson, à CNN.

Ela acrescenta que “o Facebook tem passado por ondas de ser arrastado para o debate político — e isso nunca é um bom presságio para eles”.

Trump surpreendeu a muitos na semana passada ao reverter sua posição em relação ao TikTok e se posicionar contra a proibição do TikTok que muitos no Congresso — incluindo muitos republicanos — estão pressionando.

O ex-presidente argumenta que a proibição do TikTok ajudaria o Facebook, empresa com a qual ele tem um longo histórico de batalhas.

“O que eu não gosto é que, sem o TikTok, você pode tornar o Facebook maior, e eu considero o Facebook um inimigo do povo, com grande parte da mídia”, disse Trump à CNBC na manhã de segunda-feira, antes da abertura dos mercados dos EUA.

O Facebook impôs uma proibição de dois anos a Trump na esteira do motim de 6 de janeiro de 2021 no Capitólio.

A Meta restabeleceu as contas de Trump no Facebook e no Instagram somente em fevereiro de 2023.

“Acho que o Facebook tem sido muito desonesto. Acho que o Facebook tem sido muito ruim para o nosso país, especialmente quando se trata de eleições”, disse Trump.

A Meta não respondeu a um pedido de comentário.

Os investidores estão claramente percebendo os ataques do republicano. Em um determinado momento, as ações da Meta caíram cerca de 5% na segunda-feira, deixando-as no caminho certo para o pior dia desde dezembro de 2022.

Luria, analista da DA Davidson, disse que os comentários de Trump levantam preocupações sobre o Facebook se tornar um alvo de Washington mais uma vez.

Especificamente, Luria disse que Trump, se eleito presidente, poderia pressionar o Facebook, tornando mais difícil para a Meta fazer aquisições no futuro.

As aquisições anteriores do Instagram e do WhatsApp pela empresa foram fundamentais para seu crescimento.

Ela analisa que “se a empresa não puder comprar a próxima grande novidade no futuro, terá dificuldade para competir”.

“Há coisas muito impactantes que um presidente pode fazer, sem mencionar o uso do poder do pódio para limitar a atratividade de uma empresa para uma determinada base de eleitores”, acrescentou.

É claro que o próprio Trump está muito envolvido com a mídia social.

Recentemente, os órgãos reguladores dos EUA deram sinal verde para uma fusão polêmica entre o proprietário do Truth Social, Trump Media & Technology Group, e uma empresa de cheque em branco.

Se aprovada pelos acionistas no final deste mês, Trump teria uma participação dominante na nova empresa de capital aberto que poderia valer bilhões.

A Câmara dos Deputados deve votar esta semana um projeto de lei que daria ao TikTok cerca de cinco meses para se separar de sua empresa-mãe ligada à China, caso contrário, as lojas de aplicativos nos Estados Unidos seriam proibidas de hospedar o aplicativo em suas plataformas.

O presidente Joe Biden disse que está preparado para assinar o projeto de lei do TikTok se ele for aprovado no Congresso.

CNN

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *