Pesquisar
Close this search box.

Evangélicos pedem para vizinha parar de andar pelada em sua casa

Foto: Reprodução/Maxim Usmanov/Dreamstime.com.

Uma internauta compartilhou no X (antigo Twitter) que recebeu uma carta de uma vizinha reclamando por ela “andar de sutiã” em sua própria casa.

“Queria pedir à senhora que pare de circular em sua casa de sutiã, somos evangélicos e meu marido trabalha em home office. Tenha decência”, disse a vizinha no bilhete.

Mas surge a dúvida: uma pessoa tem fundamentos legais para reclamar de um vizinho que esteja andando nu dentro de sua própria casa, mas com a janela aberta?

A resposta é não. Segundo o advogado e especialista em direito constitucional Max Kolbe, em entrevista anterior ao Metrópoles, o artigo 5º, inciso X, garante às pessoas que “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito à indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”.

No entanto, se a pessoa está circulando dentro de sua própria casa seminua ou nua e opta por deixar as janelas abertas, ela está abrindo mão de seu próprio direito à intimidade e não pode exigir que as pessoas não olhem.

Ao mesmo tempo, se a pessoa não se incomoda com o fato de alguém poder olhar, não se pode exigir que ela feche suas janelas ou simplesmente não ande nua dentro de sua própria casa.

Com informações do Metrópoles.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *