Pesquisar
Close this search box.

Moraes dá 5 dias para PGR se manifestar sobre ida de Bolsonaro à embaixada

Nelson Jr./SCO/STF/Divulgação

Advogados do ex-presidente dizem que pedido de asilo seria ‘ilógico’ e não passam de ‘insinuações infundadas’

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, repassou à PGR detalhes fornecidos pelos advogados de Jair Bolsonaro sobre sua estadia na embaixada da Hungria, divulgada pelo TNYT.

O magistrado deu cinco dias à PGR para se manifestar sobre o caso e disse que só vai se pronunciar sobre o assunto após o parecer do procurador-geral.

A defesa de Bolsonaro se manifestou nesta quarta-feira em cumprimento à determinação encaminhada por Moraes na segunda, que deu 48h para a defesa explicar a visita à residência oficial do embaixador Miklós Halmai.

Segundo os advogados, um eventual pedido de asilo político do ex-presidente ao embaixador húngaro são “insinuações infundadas”. Eles afirmam que as medidas cautelares impostas por Moraes, indicam que não há uma prisão preventiva iminente.

“Portanto, diante da ausência de preocupação com a prisão preventiva, é ilógico sugerir que a visita do Peticionário à embaixada de um país estrangeiro fosse um pedido de asilo ou uma tentativa de fuga. A própria imposição das recentes medidas cautelares tornava essa suposição altamente improvável e infundada”, dizem os advogados de Bolsonaro.

Source link

compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *